Um mundo pela tela do computador

Até que ponto o mundo virtual pode invadir o real? Nada pode tirar o prazer de pegar um avião, um ônibus ou um carro e seguir um caminho para fazer uma visita, conhecer um novo lugar, viajar. Mas os passeios virtuais estão se tornando cada vez mais comuns: é possível conhecer, pela tela do computador, não apenas ruas e fachadas, mas locais culturais, como os museus.

Museus são lugares de lembranças, que guardam a memória de uma cidade, de um país, de um povo. São locais onde se podem ver pinturas, esculturas, objetos valiosos, enfim, arte. Segundo o Ibram, o Instituto Brasileiro de Museus, o Brasil possui cerca de 3.000 instituições desse caráter. Porém, esse acervo, na maioria das vezes, não é acessível a todos. E é essa acessibilidade que os passeios virtuais oferecem. Bastam um computador conectado à internet e um endereço eletrônico de um dos locais a visitar. Para a pesquisadora de museus e professora de Artes Visuais da Universidade de Passo Fundo, Margarida Brandina Pantaleão da Silva, “nada supera ou substitui o encontro direto com as obras, mas só a possibilidade de conhecer seus acervos virtualmente já é algo maravilhoso, pois amplia nosso universo sensível e imagético.”

A pesquisadora, que já conhece pessoalmente um grande número de museus, entre eles o Museu do Cairo, Museu do Louvre, Museu do Prado, Rijkmuseum e Museum Van Gogh em Amsterdam, acredita que a importância da arte está na sua existência, e isso não quer dizer que tenha que ser física. Contudo, algumas possibilidades são perdidas quando o encontro é virtual. “O contato direto com as obras nos permite analisar elementos que a virtualidade ainda não dá conta, como a textura, elementos de unidade e articulação e a cor original”, explica a professora Margarida.

Apesar das limitações, os passeios virtuais são uma ótima possibilidade de conhecer o que, muitas vezes, não é possível visitar fisicamente. Preparamos uma lista com alguns museus que oferecem o serviço. Boa visita!

  1. My studios;
  2. Museu Virtual Gentileza;
  3. Museu Virtual de Arte Moderna;
  4. RTP Museu Virtual;
  5. Era virtual;
  6. Museu Virtual de Brasília;
  7. Museu Virtual de Ouro Preto;
  8. Museu Virtual UnB;
  9. Igreja do Santo Sepulcro;
  10. Capela Cistina;
  11. Van Gogh Museum;
  12. Museu do Louvre;
  13. British Museum;
  14. Museu Virtual Memória da Propaganda;
  15. Museu da Pessoa;
  16. Museu Virtual do Futebol;
  17. Museu Virtual do Iraque;
  18. Museu Virtual de Parelha;
  19. Art-Bonobo – possui 4 museus virtuais;
  20. Museu Mazzaropi;
  21. Museu Virtual da Imprensa;
  22. Visitas Virtuais 3D;
  23. Museu Virtual de Artes Plásticas;
  24. Museu Virtual do Cartoon;
  25. Virtual Museum of Canada;
  26. The virtual museum of Japanese Arts;
  27. Virtual Egyptian Museum;
  28. Museu Virtual da Coca-cola;
  29. Museu de Arte do Uruguai;
  30. Museu Bizantino;
[stextbox id=”custom” caption=”Conheça o Google Art Project”]Os carrinhos do Google Street View foram parar dentro dos museus. São 17 instituições que participam. Ao todo, o projeto (www.googleartproject.com) permite o acesso online a 350 salas de exposição, contendo 1.061 obras de 486 artistas, e possibilita a criação de uma coleção virtual particular. Além disso, cada uma das 17 instituições selecionou uma obra especial, que pode ser visualizada através de uma imagem de altíssima resolução, tornando visíveis detalhes que passariam despercebidos a olho nu.[/stextbox]