Para sempre Beatles

Enquanto tocava violão na casa da tia Mimi, John Lennon não poderia imaginar a dimensão que seu sonho tomaria. Os Beatles, banda criada por ele, chegaram onde nenhuma outra banda jamais chegou.

Provavelmente você já ouviu falar em Beatlemania, não é?! Foi uma febre que estourou nos anos 60, devido à um fenômeno jamais visto antes, e que arrebatou milhares de fãs enlouquecidos. Quatro integrantes de talentos inenarráveis: Ringo Starr, John Lennon, George Harrison e Paul McCartney. A banda britânica The Beatles é lembrada e influencia muitas outras até hoje em todo o mundo. Por que será que o som dos garotos de Liverpool marcou tanto a história do rock mundial e continua inspirando os músicos até hoje? Com a ajuda de alguns fãs apaixonados, vamos tentar desvendar o segredo do sucesso de uma das maiores – se não a maior- bandas de todos os tempos.

18812_391969870884567_998603503_n

Baterista há 10 anos da banda Bola 8, de Carazinho, Afonso Cristiano Fleck da Silva, acredita que o nascimento dos Beatles mudou o rumo do Rock. “Os Beatles criaram um novo estilo e, principalmente, um novo pensamento musical. Antes dos Beatles não havia essa interação forte com o público, principalmente o feminino, nos shows haviam fãs enlouquecidas, chorando freneticamente. Criaram novos ritmos, simplificaram as canções, cantando o amor e o dia-a-dia.” Para Afonso, muitas bandas grandes e renomadas mundialmente foram influenciadas pelos quatro rapazes britânicos, por motivos diversos. “Os Beatles influenciaram, e influenciam, muitas bandas não apenas pelo fato de suas canções serem bem elaboradas, mas pelo estilo que criaram: a forma de vestir-se, pela harmonia da música com o visual dos integrantes e a atitude fora dos palcos. Ser um beatle exige mais que dominar os acordes de um instrumento, é preciso viajar nos sons desses acordes e trazer algo novo, algo que toque o coração de quem está escutando, inspirar novas atitudes, trazer à tona aquilo que a alma pede” – completa o baterista.

406667_128679640585334_1786537620_nO jornalista e radialista passo-fundense, Rodrigo de Andrade, é, como ele mesmo se define, um “PHD em Beatles.” Rodrigo se formou em jornalismo pela UPF e atualmente presenta o programa Trincheira, na rádio UPF. Apaixonado pela banda britânica, para ele, não existe outra melhor no mundo.  “Sou fã dos Beatles. É minha banda predileta. Sou colecionador de discos de rock de todos os períodos e épocas. Nenhuma banda é tão foda quanto Beatles. Coleciono os discos de vinil e compactos lançados pelo grupo.” Para o jornalista, os Beatles são imbatíveis em termos de qualidade musical e sucesso com o público. Mas por que será que essa banda que estourou nos anos 60 faz sucesso até hoje? Para nos ajudar a compreender, Rodrigo elaborou uma pequena lista de características:

  1. Os Beatles foram os principais responsáveis por transformar a principal mídia musical do single (o compacto de 7 polegadas com uma música em cada lado) no álbum (o LP de 12 polegadas com várias faixas em cada lado). Antes deles, os artistas lançavam os hits que iam para o rádio. Os LPs eram coletâneas de sucesso. Os primeiros a produzirem discos inteiros com material inédito foram eles.
  2. Foram os primeiros a terem uma preocupação com a capa. Antes deles, um disco ter ou não ter capa era irrelevante.
  3. O encarte com as letras também é uma invenção dos Beatles.
  4. Foram precursores na gravação em multi-canais, utilizando todo o estúdio como uma ferramenta para inovar musicalmente e construir peças com sonoridades ímpares, impossíveis de serem reproduzidas ao vivo.
  5. Souberam utilizar sua influência para chamar a atenção para causas sociais e culturais, de uma maneira inédita na história do show business.
  6. É unânime: a crítica musical, o público, outros artistas e bandas concordam que o melhor e mais importante disco de todos os tempos é o álbum Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band, lançado pelos Beatles em 1967.
  7. Foram os Beatles que criaram o videoclipe, e não Elvis. Os vídeos do Elvis são anteriores mas faziam parte dos filmes. Os Beatles foram os primeiros a produzirem peças audiovisuais artísticas individuais para suas canções, sem estarem associadas a um filme ou outra produção.
  8. Influenciaram a moda, a cultura e a juventude em escala planetária de um modo que nenhum outro grupo fez igual.
  9. Promoveram de maneira pioneira uma integração entre arte erudita, arte de vanguarda, arte pop e arte popular.
[stextbox id=”custom” float=”true” align=”right” width=”270″]

6 de julho de 57: John conhece Paul.
Fevereiro de 58: George entra pra banda
1962: A gravadora EMI exige um novo baterista: Ringo Starr

[/stextbox]Daria ainda para acrescentar um décimo item: o primeiro show feito em estádio foi dos Beatles, no Shea Stadium, em 65. Os Beatles deixaram sua marca no mundo. Uma marca que ninguém pode apagar. John Lennon foi muito criticado depois de dizer que a banda seria maior do que Jesus Cristo, mas para muitos, Ringo Starr, John Lennon, George Harrison e Paul McCartney são tão ou mais importantes que Jesus. Beatles virou uma religião.

 

1069985_10151725668021445_1746804493_nA colunista Martha Medeiros – fã inegável da banda – publicou recentemente uma coluna em Zero Hora em que enfatiza a importância dos garotos de Liverpool:  “O que eles fizeram em 10 anos de carreira ninguém chegou nem perto. Não era rock. Eles criaram um gênero musical chamado… Beatles.”   Quem compartilha desta opinião é o estudante de música da UPF, Augusto Baschera. Ele acredita que os Beatles são primitivos e criaram belas melodias e uma percepção própria, só encontrada neles. “Por mais que se tente copiar alguma música nunca vai ser igual. Pode existir uma proximidade do gênero, mas igual nunca vai existir.” – completa Augusto.   Os motivos podem ser inúmeros, mas a verdade é uma só: Os Beatles jamais serão esquecidos. Certamente milhares de fãs no mundo inteiro passaram e passarão aos seus filhos e netos o amor por essa banda que deixou tanta saudade. Depois de desvendar esse segredo, que tal um pouco de Beatles? Ouça abaixo algumas músicas da banda.

[stextbox id=”custom”]Um pouco de história:

Mesmo sendo pretencioso como era, nem mesmo John Winston Lennon – criador da banda – poderia ter adivinhado o sucesso que a banda que começou com o nome Quarrymen iria alcançar. As músicas de Chuck Berry e Elvis Presley que rolavam nas rádios nos anos 50 despertaram em John um encantamento, um sonho maior do que tudo. Em março de 57 o garoto juntou alguns amigos e fez nascer os Quarrymen. A banda ensaiava no banheiro da casa de Julia Lennon, sua mãe. Logo depois os garotos resolveram que era hora de mudar o nome da banda, foi quando Stuart Sutcliffe sugeriu “Beetle”, besouro em inglês, em homenagem em grupo Buddy Holly – os Crickets (grilos). Em maio de 1960 eles fizeram seus primeiros shows em turnê pela Escócia e mais tarde em Hamburgo, na Alemanha, o que seria crucial para o reconhecimento do grupo.[/stextbox]