A rede social que mudou a forma de fazer política

As redes sociais ganham cada vez mais espaço na disseminação da informação. Detalhes mais profundos sobre o comportamento nas redes são cada vez mais sigilosos para empresas de comunicação. Estudos analisando o comportamento de internautas brasileiros demonstram seu crescimento, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a população com acesso passou de 49,2%, em 2012, para 50,1%, em 2013. As informações fazem parte da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) referente a 2013.

Fora do Brasil
Nas eleições para a presidência do EUA, a internet foi a mais inovadora estratégia de campanha. O presidente Barack Obama, pioneiro em 2008 no uso da internet com propósitos eleitorais, é um dos usuários mais ativos da rede, tem contas no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube. A campanha de Obama gastou US$ 36 milhões em publicidade e propagandas na internet. John McCain adversário de Obama na disputa eleitoral investiu US$ 10 milhões na mídia digital, segundo dados divulgados por empresas que analisam as despesas da campanha.

Four more years.

Posted by Barack Obama on Terça, 6 de novembro de 2012

O consultor Scott Goodstein é um dos responsáveis pelo ‘Obama on-line’, que também conta com um grupo analisa as tendências da internet e as opiniões que são expressas pelos usuários nas redes sociais, buscando um planejamento de campanha que se aproxime dos eleitores americanos. “É por meio das redes sociais que os políticos podem se comunicar com seus eleitores, saber o que eles pensam, quais são suas dúvidas” conta Scott Goodstein.

O trabalho voltado diretamente para o público das redes refletem com seus seguidores, Obama acumula quase 45 milhões de seguidores em sua página oficial do Facebook. Já o seu adversário nas eleições presidências de 2008, o republicano John McCain, possui até agora pouco mais de 900 mil seguidores em sua página, da mesma rede social. Em 2012 quando candidato à reeleição, Obama teve como concorrente o ex-governador de Massachusetts, o republicano Mitt Romney que possui um trabalho voltado diretamente para os seus quase 11 milhões de seguidores, tornando a disputa online e a busca pelo eleitor muito mais interessante.

Info Internet Matheus-02

No Brasil
Nas eleições de 2010 o uso de plataformas online por políticos fizeram sua estreia, os candidatos mais votados, Dilma (PT), José Serra (PSDB) e Marina Silva (PV), faziam uso de ferramentas como: e-mail, Youtube, Orkut e Twitter. O pouco acesso da população a internet, e a baixa popularidade de redes sociais, fez com que o uso da web por candidatos torna-se ineficaz. O trabalho especialmente voltado para a internet não recebeu grande atenção.

Já em 2014 os candidatos à presidência no Brasil ampliaram sua participação em seus perfis, de olho no crescente número de brasileiros conectados. Os candidatos Dilma (PT), Aécio (PSDB) e Marina (PSB) tiveram em suas redes publicações diárias voltadas para o público que acessa as mais diversas redes.

Os valores destinados à campanha eleitoral são gigantescos e cresce a cada novo pleito. As despesas da candidata Dilma Rousseff somaram R$ 350.575.063,64 e o candidato derrotado Aécio Neves investiu R$ 223.475.907,21.  A Presidenta Dilma gastou em 2010 torno de R$ 150 milhões. Já Serra seu concorrente teve cerca de R$ 120 milhões em despesas. Os valore aplicado para a mídia em especifico, não foi divulgado.

Cinara Crestani que dedicou seu trabalho de conclusão de curso direcionado ao uso dos políticos na rede social Facebook, destaca a grande participação dos seguidores na página do PT em relação ao PSDB. “O PSDB fazia um trabalho mais reciclado, o mesmo conteúdo de TV era reutilizado na rede social, enquanto a página de Dilma buscava muito mais a publicação de material exclusivo para a rede social”, destaca a jornalista em sua análise feita durante o segundo turno das eleições presidenciais entre Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB) em 2014.

Até mesmo órgãos públicos utilizam os espaços das redes socias, como prefeituras e governos. No Paraná, a prefeitura de Curitiba ganha cada vez mais destaque, com seu humor cheio de referência e suas montagens inusitadas. O Diretor de Mídias Sociais da página, Alvaro Borba, destaca o humor na página como um artificio digno de se compartilhar. Alvaro comenta que foi de maneira gradual, que a página foi se estabelecendo, dado sempre a maior importância ao diálogo com o cidadão.

O sucesso da página de Curitiba levou muitas outras prefeituras a divulgarem seus trabalhos nestes espaços, trazendo um olhar muito mais atento para esta mídia. No caso de Curitiba a equipe que trabalha com a fanpage é composta por eixos “Nossa equipe é está dividida em três eixos. Há o conteúdo, com duas pessoas, o atendimento, com três e o planejamento comigo eu mais uma pessoa”.

Na Região
ReproduçãoAo reativar a página da Prefeitura de Passo Fundo no inicio deste ano, um post na rede social declarou a influência da equipe local na página da Prefeitura de Curitiba, em uma postagem, que foi respondida por sua inspiração.

Respondendo o post, a página de Curitiba, destacou o trabalho de informar a população e a sua grande exposição e a exigência de transparência no uso da nova ferramenta.

O Gerente de Social Mídia da página do município de Passo fundo, Alexandre Mattos, destaca as mudanças de hábito das pessoas em relação com a internet, e sua migração para as novas mídias, na procura de informações. Alexandre destaca ainda que, mesmo tendo como referência a página paranaense, o perfil do município Passofundese tem adquirido sua própria linha de postagens, mesclando o informal com o institucional.

Mesmo com um trabalho voltado diretamente para a rede, uma equipe especializada e seus mais de 27 mil seguidores atualmente na página, as interações no perfil da Prefeitura de Passo Fundo, não tem grande visualização ou interatividade com a população, mesmo com uma linguagem mais próxima o perfil não obteve ainda sucesso com seus seguidores, ao contrário da página do Prefeito Municipal Luciano Azevedo (PPS), que tem em sua rede, eleitores, admiradores e a população de maneira geral interagindo em suas publicações. Segundo Alexandre, a comunicação direta com o gestor do município é um dos motivos do sucesso do politico na rede.

Sem terno e gravata, fotos com a comunidade e com crianças, são as maneiras de o prefeito de Passo Fundo aproximar-se de seus eleitores nas redes sociais. Abusando do photoshop o prefeito garante suas curtidas diariamente, em sua página pessoal, com fotos em cores vibrantes. Administrada pelo próprio prefeito, na grande maioria de suas publicações mostra o gestor acompanhado de algo, seu eleitor ou da criança que o abraça, a obra que está sendo inaugurado, sem existir separação do Luciano prefeito, para o Luciano pai ou marido, a rede social é usada dos dois modos, profissional e pessoal (propositalmente).

Luciano Azevedo atribui sua popularidade nas redes devido a sua politica de postagem, e uma de suas regras é evitar noticias com cargas negativas. Procurando destacar as noticias de maneira mais positivas, o prefeito acredita que esse seja o motivo da boa visibilidade de sua página. “A página é para as pessoas tem interesse em acompanhar o meu trabalho pessoal, pessoa física” reafirma Luciano.

Um exemplo dessa política de postagem é o caso do lançamento do Projeto Urbe:a escola em movimento. Enquanto a página da Prefeitura mostra as crianças que vão ter a oportunidade de conhecer Passo Fundo através do Projeto, o prefeito divulga a mesma notícia com uma imagem dentro do ônibus com as crianças, já o presidente da câmara municipal de Passo Fundo divulgando a mesma informação e anexa junto uma imagem enquanto discursava.

MontagemTambém podemos observar a forma como o prefeito usa as redes com a história de Eliane Nunes. Ela comenta o post elogiando o prefeito e o Projeto Urbe e revela que sempre esteve conectada, no Facebook mesmo antes mesmo dos filhos. Enquanto eles utilizavam o Orkut, Eliana já explorava a rede de Mark Zeckerberg. Após perceber alguns problemas em seu bairro Eliane decidiu procurar o Prefeito nas redes sociais.

Após as diversas postagens do prefeito mostrando as melhorias no bairro Boqueirão, Eliane decidiu entrar em contato com o Prefeito de Passo Fundo pela primeira vez.

Em mais uma postagem falado do Bairro Boqueirão, ela enviou uma mensagem diretamente para o politico, questionando se o impostos que os moradores do bairro Petrópolis são menores que o do Boqueirão. “Não desmerecendo o bairro conterrâneo, mas reivindicando melhorias para o meu bairro também” comenta a internauta. A reposta da mensagem veio, o prefeito respondeu de Porto Alegre, durante uma viagem, pediu o telefone de Eliane, e disse que um assessor entraria em contato em breve. Após dois dias o telefone de Eliane toca, e através do assessor ela reivindica uma academia ao ar livre, para que pessoas como ela possam se exercitar próximo de casa. O sétimo céu, onde Eliane mora recebe a promessa de academia ao ar livre, assim como a de uma ciclovia, além da construção do Parque Linear Sétimo Céu, que contará com diversos áreas de integração dos moradores. Eliane segue acompanhado Luciano nas redes, e sempre que precisa reivindicar alguma coisa ela vai direto em seu perfil. Com as eleições para prefeito em 2016, ela acredita na importância do contato com os políticos, via rede social durante o processo eleitoral e também depois das eleições, como instrumento de cobrança e fiscalização.

De maneira mais tímida o Presidente da Câmara de Vereadores de Passo Fundo, Marcio Patussi, também se faz presente nas redes. Patussi utiliza sua rede para divulgar o trabalho como presidente da câmara e vereador. Para a manutenção de suas redes o vereador tem a sua disposição um jornalista e um fotógrafo, mas ele faz questão de publicar tudo, pois gosta de cuidar e preparar as fotos para postagem.

A interação em mídias sociais é um grande palanque para políticos e tem feito cada vez mais a diferença em eleições, modificando a maneira de disseminar informações. Um trabalho voltado diretamente ao público e para a mídia a ser usada é indispensável, apesar de muitos dos internautas se preocuparem com a informação de forma fácil e breve, as páginas devem ter o controle redobrado na divulgação de informações, para evitando equívocos. Acompanhe seus candidatos em suas redes e saiba se ele realmente merece ser escolhido para representar você, e se ele já está representando, você deve usar a sua rede social como mecanismo de cobrança diária.