Estudo de mobilidade no Campus I da UPF – Universidade Aberta

Muita gente até tenta fugir do trânsito e de grandes congestionamentos. Mas com o crescimento na frota de automóveis, fica quase impossível escapar disso. No brasil, por exemplo, o número de veículos aumentou, de 2017 a 2018, em 889 mil veículos, chegando a mais de 65 milhões. É quase meio veículo por pessoa no país. Porém, para se conquistar uma melhor mobilidade urbana, é necessário criar alternativas viáveis de transporte para a população. E se essas alternativas incluírem o cuidado com o meio ambiente e com a saúde, serão muito bem-vindas. E iniciativas nesse sentido tem surgido em diversas cidades brasileiras. Em São Paulo, além do uso de bicicletas, neste ano o patinete foi implementado para que a população use como alternativa aos veículos. São soluções simples que fazem a diferença na qualidade da mobilidade urbana. E na UPF, o projeto de pesquisa “Estudo de mobilidade no Campus I da Universidade de Passo Fundo” procura entender e criar um plano de mobilidade sustentável para a Universidade. O projeto é coordenado pela professora mestre Eliara Riasyk Porto. Mas em Passo Fundo, opções para uma melhor mobilidade já começam a entrar em prática. O uso de bicicletas foi implementado pela prefeitura e aderido por parte da população.

Mobilidade Urbana é um assunto bastante discutido em todo o mundo. Mas entre engarrafamento e boa fluidez no trafego, estão as cidades com melhor mobilidade no mundo. Quer descobrir quais são elas? Se liga no quadro Fique Sabendo.

O programa Universidade Aberta é produzido por nós, do NEXJOR, em parceria com a UPFTV e vai ao ar nas segundas-feiras, às 20 horas, com reprises nas terças, às 20h30min, e quintas, às 22h. Se você quiser ver o programa na íntegra, que abordou o Projeto de Pesquisa “Estudo de mobilidade no Campus I da Universidade Passo Fundo”, que é coordenado pela professora Eliara Riasyk Porto, clique aqui.