Berçário de Hackers – Universidade Aberta

O uso da tecnologia em sala de aula tem modificado a forma como jovens e crianças aprendem. Tudo se tornou muito mais fácil com o surgimento da internet e das inovações tecnológicas.  Com toda essa novidade chegando em sala de aula, os professores tiveram que se adaptar, principalmente na reformulação de apresentação do conteúdo ensinado. De acordo com a pesquisa tecnologia de informação e comunicação na educação, 94% dos professores ouvidos acreditam que o uso de tecnologias permite o acesso a materiais didáticos mais diversos e de melhor qualidade. E um projeto de extensão da UPF une tecnologia, educação e crianças para mostrar um jeito novo de aprender. O projeto “Berçário de Hackers” tem o objetivo de comprovar que o uso da tecnologia de informação e programação de computadores permite um maior desenvolvimento cognitivo em crianças em fase pré-operatória, ele reúne crianças, semanalmente, para trabalhar esse desenvolvimento lógico. O projeto é coordenado pelo professor Evandro Luís Viapiana. Mas, como isso é feito na prática? Como aliar a tecnologia com educação em sala de aula? Confere na reportagem como uma escola de Passo Fundo tem feito isso.

Existem várias definições sobre os hackers. Desde nomes ao o que realmente cada um deles são. Confere no quadro Fique Sabendo as diferenças.

O programa Universidade Aberta é produzido por nós, do NEXJOR, em parceria com a UPFTV e vai ao ar nas segundas-feiras, às 20 horas, com reprises nas terças, às 20h30min, e quartas, às 22h. Se você quiser ver o programa na íntegra, que abordou o Projeto de Pesquisa “Berçário de Hackers”, que é coordenado pelo professor Evandro Luís Viapiana, clique aqui.