Prevenção e manejo dos distúrbios da comunicação – Universidade Aberta

Os bebês começam a se comunicar com os pais desde os primeiros dias de vida ou, até mesmo, antes de nascer. Embora não falem, eles choram, disparam olhares ou gritinhos, sorriem… até que, por volta de 1 ano de idade, as tão esperadas primeiras palavras aparecem. Quem é pai ou mãe sabe do orgulho que dá ao ouvir a primeira palavra do seu filho. E depois das primeiras palavras, vem as combinações e as frases vão surgindo. Isso lááá pelos dois anos de idade… Mas e quando isso não ocorre? Será que realmente a fala irá surgir naturalmente com o tempo? Ou será que a demora pode significar um problema maior de comunicação no futuro? É com a intenção de identificar e corrigir esses problemas que um projeto da UPF foi desenvolvido. O projeto de extensão do curso de Fonoaudiologia, “Prevenção e manejo dos distúrbios da comunicação”, tem o objetivo de promover a saúde vocal de professores e de alunos, por meio de ações que visem o conhecimento e à prática de hábitos vocais saudáveis. O projeto é coordenado pela professora Lisiane Siqueira. Mas como aqueles que mais usam a voz cuidam dela? Confere na reportagem os cuidados de uma das profissões que mais usam a voz: os cantores.

Você sabe como a voz sai pela nossa boca? Sabe que ela é separada por tipos, dependendo do sexo? Confere no quadro Fique Sabendo.

O programa Universidade Aberta é produzido por nós, do NEXJOR, em parceria com a UPFTV e vai ao ar nas segundas-feiras, às 20 horas, com reprises nas terças, às 20h30min, e quartas, às 22h. Se você quiser ver o programa na íntegra, que abordou o Projeto de Extensão “Prevenção e manejo dos distúrbios da comunicação”, que é coordenado pela professora Lisiane Siqueira, clique aqui.