70 anos de uma Unidade Criativamente Revolucionária

Texto e fotos: Fernanda Gomes Lago

A Faculdade de Artes e Comunicação da UPF, casa dos cursos de Artes Visuais, Jornalismo, Publicidade e Propaganda, Design e Música, iniciou na segunda-feira (21) as comemorações dos seus 70 anos de história, quando foi apresentado o selo dos 70 anos e lido o Manifesto que expressa a essência criativa da unidade.

Não faltou emoção nas falas dos professores e coordenadores na abertura da noite, que marcou também o início do ano letivo. A diretora Bibiana de Paula Friderichs fez uma homenagem à unidade, lembrando que ela é mais antiga que a própria universidade, porém nunca deixou de se renovar e inovar. “A FAC é a minha segunda casa e a segunda casa de todos vocês. Esta história foi construída por grandes nomes que passaram por aqui e ajudaram a construir cada tijolinho da unidade e neste ano todos serão lembrados e homenageados, como sinal da nossa gratidão”.

A primeira homenageada das comemoração foi a ex-coordenadora de Artes Visuais, Mariane Loch Sbeghen, que se emocionou ao lembrar dos momentos mais marcantes que viveu na FAC. Outra ex-professora homenageada foi a ex-diretora da FAC,  Cilene Maria Potrich, que junto com o aluno Giancarlo Rotta de Camargo, interpretou o Manifesto, com texto redigido pelo Núcleo Experimental de Jornalismo. As palavras do Manifesto trazem a essência da unidade, que respira criatividade. “Ser criativo é ser ao mesmo tempo, multiplicável e indivisível. Somos únicos porque somos tantos, e somos tantos porque vivemos um único sentimento”, conclui o Manifesto chamado de “Criativamente Revolucionário”.

A noite também contou com a presença dos coordenadores dos cursos de Jornalismo, Maria Joana Chaise, Música, Alexandre Saggioratto, Artes Visuais, Luciane Tomasini, Design Gráfico, Thomas Germano Battesini Teixeira e Publicidade e Propaganda, Ciro Eduardo Gusatti. E, como de costume para os faquianos a noite também contou com a apresentação musical dos acadêmicos do curso de Música sob supervisão do professor Marcio Tolio “Kabecinha”. As comemorações dos 70 anos da Fac seguem na sexta-feira (25), sendo realizada na parte da manhã.