Uma comitiva formada por representantes da Universidade de Passo Fundo (UPF) e da prefeitura de Passo Fundo esteve no Palácio Piratini no final de março para convidar o governador Eduardo Leite para a Jornada Nacional de Literatura de Passo Fundo. Considerada uma das maiores movimentações literárias da América Latina, o evento chega a sua 17ª edição neste ano. Será de 30 de setembro a 4 de outubro.

“A cultura e a educação são prioridades da nossa gestão e farei o possível para estar presente”, afirmou Leite, se comprometendo, ainda, em tentar viabilizar apoio estadual para a realização do evento, requisitado pelo prefeito Luciano Azevedo e pela reitora da UPF, Bernadete Maria Dalmolin.

Com 38 anos de existência e frequência bianual, as atividades da Jornada Nacional de Literatura, além de serem realizadas na sede, que é o campus da UPF, são estendidas por diferentes espaços de Passo Fundo, resultando na “jornalização” da cidade.

Uma dessas ações, chamada de Projeto Jornalendo, promove a leitura das obras dos autores que estarão no evento. A prefeitura arca com a compra dos livros para as crianças da rede municipal e, para as escolas estaduais, os organizadores pediram ajuda do governo.

O secretário da Educação, Faisal Karam, que acompanhou a reunião, garantiu o repasse R$ 149 mil para esse fim. Com a verba, serão beneficiados estudantes e professores da 6ª Coordenadoria Regional de Educação (CRE), com sede em Passo Fundo, a 9ª CRE (Cruz Alta), a 15ª CRE (Erechim) e a 39ª CRE (Carazinho), estimando alcançar direta e indiretamente 30 mil pessoas.

As Jornadas Literárias renderam a Passo Fundo o título de Capital Nacional da Literatura, reconhecida pela Lei 11.264/2006, e de Capital Estadual de Literatura, pela Lei nº 12.838/2007.

Por:
Governo do Estado/RS

Total
1
Shares

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*
*