Por Bruno Roso e Victor Ferreira.

A ganhadora da vigésima edição do Big Brother Brasil – reality show da Rede Globo, Thelma Assis, sofreu diversos ataques racistas manifestados nas redes sociais enquanto ainda estava confinada na casa do programa.  Os mesmos episódios discriminatórios ocorreram com Alexandre da Silva Santana, conhecido por Babu Santana, que foi eliminado na semifinal.  

Thelma conversou com jornalistas no dia seguinte ao da grande final, na qual recebeu o prêmio de R$ 1,5 milhão de reais, e respondeu sobre as agressões verbais disparadas contra ela nas redes sociais. “Vou curtir a minha vitória não vai ser brigando com racista, não, vai ser brigando na Justiça daqui a algum tempo. Se houve racismo a pessoa tem que arcar com as consequências”, comentou a ganhadora do reality. Os comentários com frases estigmatizando Thelma pela sua cor de pele feitos por usuários nas postagens da conta pessoal da participante no aplicativo Instagram foram apagados. 

Por outro lado, nas redes sociais também houve comentários de apoio, em relação ao episódio em que a participante Gizelly comparou a base de maquiagem de Thelma a “barro”. 

Em resposta a este caso Thelma disse: “Esse momento que ela falou [do barro], não me doeu, enxergava ela como uma pessoa disposta a corrigir. Estávamos em um programa com exposição, por isso, o racismo pode ter doído em outras pessoas. Não tem como subestimar a dor dessas pessoas”, finalizou. 

Já Babu Santana aproveitou que esta edição foi uma das mais assistidas da história (só perdendo em audiência para a edição de 2010, por cinco pontos) para chamar atenção sobre a luta contra o racismo. Confira aqui 5 lições ensinadas por Babu no BBB 20.