https://petrobras.com.br/pt/

O preço do combustível vem subindo de uns tempos para cá, isso varia de acordo com a cotação do petróleo no mercado internacional, o último reajuste foi feito pela Petrobras no dia 11 de Janeiro a alta foi de 4,O último reajuste feito pela Petrobras foi anunciado em 11 de janeiro. A alta foi de 4,85% para a gasolina e 8,08% para o diesel.

O valor do combustível é definido por diversos fatores. Segundo a Petrobras, os custos de refino da companhia são responsáveis por 34% do valor final da gasolina. Já a adição de etanol tem uma participação de 17,1% no preço do combustível.

Os reajustes deixaram de ter uma periodicidade definida, mas continuaram baseados nas “condições de mercado e da análise do ambiente externo, possibilitando a companhia competir de maneira mais eficiente e flexível”, segundo a empresa. Essa alteração, entretanto, não conseguiu conter a alta dos combustíveis, O sócio proprietário do Posto Lupatini Luiz Alberto Lupatini localizado em Soledade comenta mais sobre o assunto.

COMARTE: Na sua opinião o petróleo vai continuar subindo, ou devido a tantas reclamações ele ira estabilizar o preço?

LUIZ LUPATINI (LL):Isso varia muito, depende do incentivo do governo e de como as empresas de combustiveís irão se manifestar mas a princípio a tendência é baixar.

COMARTE: Porque a gasolina Podium possui um valor maias alto do que os outros tipos de combustiveis?

LL: Pois é uma gasolina mais pura, possuindo um maior indíce de octanagem, fazendo o motor render mais e gastar menos, além do benefício que o veículo ganha com que se mantenha limpo os bicos do tanque.

COMARTE: Com a questão dos novos carros elétricos, o futuro dos postos está ameaçado ?

LL: Sim, devido ao avanço da tecnologia as pessoas estão optando por meios mais acessiveis de locomoção, deixando assim de lado o ramo do petróleo, mas no nosso país ainda não se manifestou com tanta força mas acredito que de uns 10 anos para frente a tendência é de que esse novo meio se estabeleça

COMARTE: A Petrobras fornece desconto para os postos, ou o próprio proprietário deve pedir ?

LL: Dependendo da ocasião, só é permitido dar o desconto quando a própria fornecedora resolve implementar esse método, mas devido a queda drástica na venda do combustível não recebemos nenhum meio de desconto.

“…só é permitido dar o desconto quando a própria fornecedora resolve implementar esse método…”

Uma das preocupações de Luiz é o aumento de carros elétricos no Brasil, o que pode diminuir o consumo de Combustível como o Diesel.

COMARTE: Com relação ao GNV, temos postos para manter esse tipo de combustível ?

LL: No nosso país o ramo do GNV cresceu bastante, em contrapartida não são todos os postos que podem se manter com o gás, pois além de ser um produto de extrema dificuldade de se manusear é quase dez vezes mais perigoso do que a gasolina, o maio problema é que a manutenção do cilindro e dos outros equipamentos que constituem o GNV é cara então apenas postos com um bom poder aquisitivo podem manter esse tipo de recurso.

Inácio Marin Lupatini- Revista Comarte