A cidade de Soledade é conhecida internacionalmente como a Capital Nacional das Pedras Preciosas. E em maio de 2016, recebeu mais um brilhante ponto turístico. O Museu de Pedras Preciosas e Mineralogia Egisto Dal Santo.

Ele finalmente começou a funcionar após uma batalha que começou em 2012para a liberação de verba para sua construção.

A diretora do museu Mara Muniz, conta que o nome foi dado em homenagem a esse personagem histórico e pioneiro da cidade.

Criador e proprietário da Egisto Dal Santo Maquinas e Ferramentas Diamantadas, por muitos anos com a pouca tecnologia que tinha,criou equipamentos mais baratos que os importados, em especial da Alemanha, que possibilitavam a manufaturação de pedras brutas e lapidadas, na produção de fornos elétricos e serras diamantadas. E também foi um grande exportador de ágatas, ametistas e citrinos.

Com um belíssimo acervo, o museu guarda uma a razão de uma das maiores fontes de renda da cidade: as pedras.

No museu é possível encontrar um acervo variado desde árvores petrificadas pela ação do tempo e da natureza, estatuas, e as pedras que são o marco da cidade, além da realização de uma visita virtual, em 6D a uma mina, onde os que participam dessa atração tem uma experiência completa, pois afora os óculos de realidade virtual, as cadeiras balançam de acordo com o vídeo e água e vento são jogados no visitante, para que essa experiência sensorial seja mais completa.

As pedras de Soledade são a principal fonte  de renda e a sua maior atração turística. Muitos vão em busca delas, seja para objetos de decoração, joias, amuletos, pessoas de todos os lugares do mundo viajam até Soledade durante todo o ano para adquirirem peças de alta qualidade que só são encontradas no município.

O Pós Graduando em história Pablo Vaz conta: “nosso maior importador é a China. No budismo, assim como no hinduísmo a pedra preciosa é sagrada, então podemos afirmar que uma religião no caso o budismo que também pode ser o hinduísmo é que consomem nossos produtos. Talvez agora o mercado esteja mais vasto com joias e tudo mais. […]  pois fazíamos budas de pedra, símbolos budistas gravados nas pirâmides. E os sete sinos da felicidade então é mais que um enfeite. Nós fazemos artigos religiosos.”

Não é de pedra apenas que é composto o museu. Como madeiras petrificadas pela ação do tempo.

E para entrar de vez no cenário turístico, Soledade tem mais uma carta na manga. Um projeto chamado Rota Turística do Alto da Serra do Botucaraí, que prevê um passeio pela área rural do município.A atividade conta com o apoio da Emater, e mostra também lugares históricos, como a Igreja Matriz. No setor pedrista,além de visitação ao museu, os visitantes também podem conhecer e a Gruta de Pedras Preciosas da Nossa Senhora da Soledade, localizada no Parque de Eventos Centenário Rui Ortiz. A vice prefeita e Secretária de indústria, comércio e turismo, Marilda Corbelini conta mais sobre o projeto “O objetivo desta iniciativa da Secretaria de Indústrias, Comércio, Serviços e Turismo é fazer com que Soledade se fortaleça no turismo e trazer pessoas de todos os lugares para conhecer e se encantar com o que temos aqui. Com essa visibilidade Soledade gerará emprego e renda e irá movimentar o comércio local, fazendo com que empresas de Soledade, como hotéis e restaurantes consigam movimentar o capital dentro da cidade e mostrar como o nosso povo é acolhedor. Além de mostrarmos as pedras preciosas e sua história no Museu Egisto Dal Santo, também iremos atrair as pessoas com o frio, já que Soledade é uma das cidades mais frias do estado, sem querer nos igualar a Gramado, e sim ser conhecidos como Soledade, com nossas belezas em potencial, atrativos, pontos turísticos e históricos”

Além do Museu Soledade também possui outros pontos turísticos, para que quem passe por lá para ver o Museu das Pedras Preciosas e Mineralogia Egisto Dal Santo também possa conferir as outras atrações turísticas da cidade.

Igreja Matriz Nossa Senhora da Soledade

O principal marco da cidade de Soledade é a Igreja Matriz, que foi construída assim que a cidade foi fundada e carrega consigo a Lenda de Nossa Senhora de Soledade, que dá nome ao município. A história passada de geração e geração conta a saga de um grupo de devotos a Nossa Senhora da Soledade que viajavam em busca de um lugar para viver. A Santa era carregada em uma pequena carroça, cansados, os devotos pediam aos céus que lhe desse um sinal para se estabelecerem em algum local, então a carroça quebrou, bem no local onde se construiu a Igreja de Nossa Senhora da Soledade, que desde então passou por diversas reformas e se tornou uma grande obra arquitetônica.

Centro Cultural de Soledade

Localizado próximo a Igreja Matriz, está o Centro Cultural de Soledade, no local acontecem as principais apresentações artísticas da cidade, como exposição de fotografias e pinturas, peças de teatro, números musicais, além do próprio Museu Municipal, e a Biblioteca Alcides Maia, a maior biblioteca da cidade. Nesse espaço também são dadas oficinas oferecidas pela Prefeitura como dança, música, teatro e pintura.o lugar conta com vários registros de Soledade desde de sua fundação e também serve como local de estudo e aprendizado a todos que tenham interesse.

Parque de Eventos Centenário Rui Ortiz

O Parque de Exposições Centenário Rui Ortiz de Soledade, além de ser palco da Exposol, Feira Internacional Multisetorial e maior Feira de Pedras da América Latina, durante o resto do ano, serve como ponto de encontro de amigos e um local de tranquilidade para se estar com a família. Os pedalinhos estão disponíveis para que as crianças se divirtam no lago, acompanhadas por um responsável e utilizando do colete-salvas vidas, além da Cancha, onde o Rodeio Internacional de Soledade realiza suas provas campeiras, com várias modalidades de laço e gineteada. O Lugar também possui uma Gruta de Pedra, com uma imagem feita de Pedras Preciosas da Nossa Senhora da Soledade em tamanho gigante, e o Museu das Pedras e Mineralogia Esgisto Dal Santo. O Parque está com vários projetos a serem feitos futuramente e um projeto social já em execução, o castra fácil, um hospital veterinário que irá recolher animais de rua para recebam os devidos cuidados.

Uma possibilidade no museu é uma viagem virtual há uma mina.
As velhas maquinas que já produziram as mais belas lapidações.

O Museu está aberto todas as terças e quintas-feiras, das 8:30 ás 11:30 da manhã e das 13h30 ás 17 da tarde. E também se reveza em um final de semana aberto e um fechado em finais de semana alternados. As escolas da cidade visitam o local conforme as diretoras reservam horário juntamente com a Prefeitura Municipal, assim como outros grupos grandes de pessoas, como grupos de terceira idade e afins. A visita individual ou em família e amigos em pequenos grupos não precisa ser agendada.